Natal e Black Friday formam o combo perfeito para varejistas de todo o planeta. A generosidade em forma de presente – que Papai Noel nos ensinou – e a gratidão em forma de desconto – que Thanksgiving prega – ultrapassaram barreiras culturais.

Contudo, o comportamento do consumidor está passando por transições. Toda a turbulência causada pelo coronavírus ainda repercute, como réplicas de um terremoto. Com efeito, vai demorar um pouco para entendermos quais mudanças realmente vieram para ficar. Nesse ínterim, seguimos conforme as informações que temos.

Por isso, nunca foi tão importante monitorar os dados. Seja através de ferramentas de gestão ou de estudos de mercado, eles sempre trazem revelações estratégicas. Nos últimos meses, muitas empresas encomendaram pesquisas – certamente, um reflexo da apreensão desses tempos.

Mescla Natal e Black Friday 

Entre tantas análises de cenários de consumo, de fato, há discrepâncias num índice e outro. Mas o grande consenso que os estudos apresentam supera qualquer outro dado. Em suma, para alegria de todos, é unânime que veremos um crescimento nas vendas de Natal e Black Friday em 2021 em relação às de 2020

No entanto, para levar esse combo aos níveis almejados, há uma terceira constatação de estudos recentes a observar: a antecipação das compras de Natal. Embora não haja dados específicos sobre o Brasil nesse quesito, trata-se de uma tendência mundial. Apesar da antecipação nas compras natalinas não ser novidade, em 2021 ela será maior que o padrão registrado antes. Há, inclusive, um número significativo de consumidores que já comprou os presentes de Natal.

Pensando em Brasil, com os recentes aumentos nos preços, há indícios de que, por aqui, não será diferente. Os consumidores brasileiros estão confiando nos preços da Black Friday para assumir a missão de Papai Noel. Assim, podemos notar mudanças nas expectativas de clientes quanto a produtos ofertados. Sabendo disso, vamos olhar com mais cuidado para as promoções da temporada de fim de ano.

Maratona do quarto trimestre

A perspectiva de alteração no peso que Natal e Black Friday têm, respectivamente, no desempenho do último trimestre do ano exige uma revisão dos planos.

A fim de ajudar, desenvolvemos uma checklist com ações contínuas que você deve assumir ao longo de todo esse período. São práticas básicas que podem contribuir para que você tire o máximo das vendas de fim de ano. Ao aplicá-las, tenha em mente que o potencial desse período vai além das vendas. Trata-se de uma ótima oportunidade para conquistar novos clientes e melhorar a pontuação de NPS.

Checklist para vendas de Natal e Black Friday 

Microplanejamento 
Esta deve ser a tônica de sua gestão no último trimestre de 2021. Determine seus objetivos, defina seus KPIs e avalie, dia a dia, seu desempenho. Colete o máximo de dados que puder, isso vai trazer segurança caso precise traçar novas rotas de ação.

Análise do histórico de dados 
Mantenha esta fonte de informações organizada. Considere, sobretudo, os KPIs que estão regendo sua estratégia no momento. Sempre que necessário recorra a este material, seja para definir ofertas e ações de comunicação, para comparar performance, traçar metas etc.

Sintonia com equipe de comunicação
As estratégias adotadas para divulgar a empresa e seus produtos têm que se alinhar aos objetivos de vendas. Assim sendo, mantenha os responsáveis pela comunicação atializados sobre todas as definições que possam afetar o comportamento ou as motivações dos compradores. Isso vai garantir assertividade nas campanhas.

Intensificação do ritmo de comunicação
Antes de tudo, intensifique sua presença digital. Com a maioria das jornadas de compra começando num site de buscas, é indispensável facilitar o caminho até seu negócio. Seu SAC também faz parte do mix de comunicação. A equipe deve estar pronta para reverter entraves que ponham em risco a experiência do cliente.  Some-se a isso, publicidade competitiva, monitoramento e retorno a comentários em redes sociais etc. 

Monitoramento do e-commerce
Crie um time para realizar testes constantes em seus PDVs digitais. Além de garantir que as funções de compra estejam funcionando, há muitos outros detalhes a verificar. As imagens têm qualidade e são legíveis? Funcionalidades específicas (soluções de RA, por exemplo) estão em ordem? O ideal é relacionar os itens a fim de que nada escape.  

Checklist particular

Em conclusão, nossa dica final é que você olhe para essa lista genérica e customize a sua empresa. Tanto o Margem como o Oppinar podem auxiliar nisso. Agregue aos dados outros aspectos importantes no varejo e coloque o cliente no foco para tirar o máximo de proveito das vendas de Natal e Black Friday.